domingo, 26 de julho de 2015

Morre mais um brasileiro praticante de Wingsuit

Morre durante salto o piloto de Wingsuit Fernando Gonçalves

O esportista caiu na mata após saltar da pedra da Gávea(RJ) e morreu a caminho do hospital. 

Foto: Reprodução / facebook

Foi enterrado em Mogi das Cruzes, São Paulo, o corpo do esportista que morreu depois de saltar da Pedra da Gávea, na Zona Sul do Rio. Fernando Gonçalves usava um equipamento chamado wingsuit - um macacão com uma espécie de asa.
As imagens foram feitas no início da tarde de sexta-feira (25). O paraquedista e piloto de wingsuit Fernando Gonçalves, de 36 anos, se prepara para saltar da Pedra da Gávea, a 800 metros de altura. Ele salta e desaparece da visão.
Foi o estudante Breno Dantas quem gravou os últimos momentos de vida do piloto. “Ele ia de um lado pra outro o tempo todo, falava que estava ventando. Ele simplesmente pulou e sumiu. Não apareceu mais, a gente esperando ele abrir o paraquedas e nada”, lembra o estudante.
Fernando caiu na mata. Os bombeiros usaram um helicóptero para fazer o resgate. Ele morreu a caminho do hospital.
Fernando era do interior de São Paulo, mas morava nos Estados Unidos. Na quarta-feira, ele publicou na internet a gravação de um salto feito do mesmo lugar do acidente.
No wingsuit, o piloto usa um macacão que forma uma espécie de asa e plana no ar. O voo durou menos de um minuto e meio. Para pousar na praia de São Conrado, ele abriu um paraquedas.
O instrutor de paraquedismo José Alencar diz que o wingsuit não admite falhas.
“Não é pra quem tá começando. É um nível bem avançado. É um esporte que não dá muita margem de erros”, diz.

Fernando Gonçalves era considerado um dos mais experientes pilotos brasileiros de wingsuit. O que aconteceu logo depois daquele salto ainda é um mistério que permanece encoberto ali na Pedra da Gávea.
Desde 2002, pelo menos 70 pessoas já morreram ao praticar wingsuit. Em maio, a vítima foi o americano Dean Potter, um dos nomes mais respeitados no mundo dos esportes radicais.
“O Fernando era muito feliz fazendo esse salto, ele tem amigos no mundo inteiro. É uma perda pra comunidade. Eu sou muito honrado de ter conhecido o Fernando, de ter compartilhado de momentos com ele”, lamenta o amigo Fernando Brito.

Fonte: http://g1.globo.com